jusbrasil.com.br
16 de Outubro de 2017
    Adicione tópicos

    Núcleo Cível da Defensoria realiza ação em creche de Cuiabá

    Defensoria Pública de Mato Grosso
    há 7 dias

    Os Defensores Públicos Lisiane Peres de Oliveira Toledo, Rogério Borges de Freitas e Ana Cristina Vidal, que integram o Núcleo Cível da capital, participaram, nesta sexta-feira (06) de uma ação especial em homenagem ao Dia das Crianças na Creche Municipal Amália Amália Curvo de Campos, que atende cerca de 110 crianças do Residencial Coxipó.

    Para a Defensora Pública e coordenadora do Núcleo, Lisiane Toledo, a visita atende aos princípios institucionais da Defensoria.

    “Partimos da perspectiva de necessidade da Defensoria se aproximar da sociedade, então aproveitamos o momento em razão do Dia da Criança para fazer esta visita. Também tivemos a ideia de confeccionar uma cartilha educativa para colorir apresentando seus direitos fundamentais como criança, que os pais poderão ler posteriormente”, disse.

    Já Rogério Borges falou com os servires da creche sobre como a Defensoria pode auxiliá-los em seu trabalho.

    “Nosso objetivo é mostrar o trabalho da Defensoria Pública para a comunidade do Residencial Coxipó, bem como estabelecer contato com essas crianças. Também ressaltamos a relevância do trabalho desempenhado por cada funcionário da creche, vez que consideramos de fundamental importância o acompanhamento educacional nesta fase da vida das crianças que passam suas tardes aqui. O estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) nos diz que eles são seres em formação e devem ter prioridade absoluta, por isso o Poder Público, em suas diversas esferas, tem o dever de protegê-los”, declarou.

    Os Defensores também realizaram atendimentos e orientação jurídica às mães que acompanharam as atividades.

    “Pude receber uma assistida que tinha um processo em andamento sobre a guarda de sua neta, e gostaria de tirar dúvidas sobre o andamento processual”, contou a Defensora Pública Lisiane.

    Andreia Ferreira Modesto, coordenadora da creche, falou sobre o surgimento da ideia e agradeceu aos Defensores.

    “Uma das nossas educadoras me perguntou se poderia solicitar essa visita, ao que aceitei imediatamente, pois nossa comunidade tem muita carência de informações sobre direitos em diversas áreas. Sempre buscamos parcerias em setores como assistência social e saúde, mas hoje estamos muito agradecidos à Defensoria Pública por também contribuir com assistência jurídica”, disse.

    Paulo Radamés
    Assessoria de Imprensa

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)