jusbrasil.com.br
24 de Junho de 2018
    Adicione tópicos

    Núcleo de Várzea Grande será Papai Noel de famílias de assistidos

    há 6 meses

    O Natal sensibiliza adultos e crianças, com raríssimas exceções. E para crianças, Natal é sinônimo de brinquedo! Natal sem brinquedo, sem Papai Noel, não tem graça, sorrisos, alegrias. Mas, para muitas crianças, essa data é a chance que têm de pedir algo necessário, essencial, vital para a sua sobrevivência, como comida. E este é, muitas vezes, o caso dos filhos dos assistidos pela Defensoria Pública de Mato Grosso.

    Pensando nessas crianças, há 10 anos, os defensores públicos do Núcleo de Várzea Grande deixam na recepção do prédio uma caixa para que as crianças que frequentam o local com seus pais, deixem ali, qual presente gostariam de ganhar no Natal. E desde então, os defensores, assessores e estagiários buscam realizar esses desejos.

    A defensora Cleide Regina Nascimento informa que este ano, 25 crianças receberão seus pedidos. E que entre eles têm quem peça de cesta-básica, material escolar até bicicletas. “É muito comovente ver essas crianças recebendo esses brinquedos. Este ano vamos doar ao menos oito bicicletas, bonecas, carrinhos e outros pedidos. Eles são os filhos das pessoas que atendemos aqui e de outra forma, muitos não receberiam nada no Natal”.

    Cleide lembra que no ano passado uma família pediu mochila escolar para todos os filhos e na hora da entrega, teve criança que disse que dormiria abraçada com a mochila. “Tivemos um caso de um garoto que pediu material escolar e na cartinha que nos deixou, disse – Papai Noel, sou um ótimo aluno, por favor, atenda ao meu pedido”, fazemos o mínimo e recebemos muito.

    Uma das responsáveis pela organização da coleta de pedidos, a estagiária Nandara Morata, conta que a caixa fica de duas a três semanas na recepção do Núcleo e que este ano a caixa recebeu pedidos de crianças dos bairros Sadia 3, Mapim, Icaraí, entre outros. “As crianças ficam muito contentes, deslumbradas. Sempre compramos uns presentes a mais porque no dia sempre aparecem outras. A alegria é tanta que tem criança que quer ir pra casa de bicicleta”, conta.

    Para a defensora Tânia Regina de Matos realizar o sonho de uma criança é uma forma de alimentar coisas boas, esperanças e sonhos. “Eu ajudo porque são crianças muito carentes, que de outra forma, não receberiam nada no Natal. E elas nos dão a chance de realizar o sonho de alguém. Adotamos estes sonhos todos os anos e é emocionante”.

    A entrega dos presentes deste ano será amanhã (19/12), no Núcleo da Defensoria Pública de Várzea Grande, que fica na rua governador Fernando Correa, 155, bairro: Jardim Aeroporto.

    D

    Sindicato - O Natal de 60 crianças, filhas de reeducandos do Centro de Ressocialização de Várzea Grande, será mais lúdico e divertido este ano. O Sindicato dos Defensores Públicos de Mato Grosso (Sindep) doou brinquedos para cada um deles. E a surpresa foi entregue numa festa de final de ano.

    A iniciativa de organizar o Natal para as crianças foi dos agentes penitenciários que trabalham naquela unidade. Foram 12 brinquedos para bebês meninas, 13 brinquedos para meninas até sete anos, 15 brinquedos para bebês meninos e 20 para meninos até sete anos.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)